Página inicial | Mapa do site
EMERGÊNCIAS | SOS USUÁRIO | INFORMAÇÕES 24H: 0800 021 0278
  • BR-116/RJ TERÁ TRECHOS DE ACOSTAMENTO FECHADOS PARA OBRAS DE CONTENÇÃO

    A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) avisa aos usuários da BR-116/RJ que ocorrerá o fechamento do acostamento para obras de contenção de encosta, nos quilômetros 73,7 e 73,8, na localidade de Três Córregos, sentido Rio de Janeiro, onde será mantido até 23 de fevereiro de 2018 e, no km- 30,3 (Aparecida), sentido Teresópolis, até 22 de junho. O serviço acontecerá diariamente, entre 8h e 17h, mas o acostamento permanecerá interditado 24h até o término das obras. A CRT esclarece que os motoristas que seguem do Rio de Janeiro para Teresópolis não passam por esse trecho.
    Embora as intervenções estejam sujeitas às boas condições de trafegabilidade da via, a CRT sugere aos usuários para que planejem seus deslocamentos com antecedência, em função de possíveis retenções. Os locais estarão devidamente sinalizados e equipes da CRT serão mantidas no trecho para orientação dos motoristas. Para outras informações os usuários da BR-116/RJ devem ligar nos números 0800-0210278 e 0800-0210279 (deficientes auditivos e de fala), que funcionam em plantão 24h.

  • BR-116/RJ TEM INTERVENÇÕES NO TRÁFEGO DA SERRA E DA BAIXADA FLUMINENSE PARA RECUPERAÇÃO DO PAVIMENTO


    A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) dá prosseguimento ao serviço de recuperação do pavimento em trechos da Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ). O serviço será realizado em ambos os sentidos do km-83,4 ao km-84 (Vale da Revolta), no segmento Teresópolis-Além Paraíba, em ambos os sentidos, com implantação de pare e siga e interrupções momentâneas. Na Baixada Fluminense, as intervenções acontecem do quilômetro 105 (Guapimirim) ao 128 (Suruí), sentido Rio de Janeiro, com tráfego em meia pista. Essas intervenções têm conclusão prevista para 30 de novembro. O serviço será feito diariamente entre 7h e 17h. Embora as intervenções estejam sujeitas às boas condições de trafegabilidade da via, a CRT sugere aos usuários para que planejem seus deslocamentos com antecedência, em função de possíveis retenções. Os locais estarão devidamente sinalizados e equipes da concessionária ficarão de plantão para orientação do tráfego.

  • RUA LATERAL NO KM-67,5 DA BR-116/RJ FICARÁ EM MEIA PISTA ATÉ 28 DE MARÇO

    A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) avisa os usuários da Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ) que, até 28 de março do próximo ano, a rua lateral no km- 67,5 dessa via, na localidade de Pessegueiros, terá tráfego em meia pista. Essa medida é para permitir a manutenção de encosta ali existente.
    A Concessionária sugere que os usuários planejem os seus deslocamentos com alguma antecedência em função de possíveis retenções. O local com intervenção estará devidamente sinalizado e equipe da CRT atuará na orientação dos motoristas.

  • CRT ALERTA A USUÁRIOS DA BR-116/RJ PARA QUE REDUZAM A VELOCIDADE NO KM-80,3


    A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) alerta os usuários da Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ) para que trafeguem em velocidade reduzida em ambos os sentidos no km-80,3 (Ermitage), onde há a implantação de sinalização emergencial no Trevo do Residencial Ermitage composta por seis redutores de velocidade, sinalização horizontal e vertical de desvio de eixo e regulamentação assim como de supercones indicativos de traçado com iluminação noturna.
    O local está devidamente sinalizado, com equipes da CRT orientando o tráfego de veículos. Outras informações podem ser obtidas pelos números 0800-0210278 e 0800-0210279 (deficientes auditivos e de fala), que funcionam em plantão 24h.

A empresa | Contatos | Apresentação | O que é Concessão Rodoviária | Contrato/PER | Envie o seu currículo

 Programa Brasileiro de Concessões Rodoviárias 

O Programa Brasileiro de Concessões de Rodovias teve início na década de 90 como alternativa à falta de recursos federais para a recuperação, melhoria, manutenção e expansão da malha rodoviária nacional. O Brasil tem o segundo maior conjunto de rodovias no mundo, sendo que, deste, atualmente mais de 14 mil quilômetros são em rodovias concedidas, operadas por 51 empresas, que já investiram cerca de R$ 16 bilhões em 15 anos. Segundo dados do Coppead (Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração de Empresas da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ), o modal rodoviário responde por cerca de 60% do volume de cargas transportadas no Brasil.

O Sistema de Concessão permite a transferência, por meio de licitação, de um serviço ou bem público à iniciativa privada por prazo determinado (a propriedade continua sendo da União). No caso das rodovias, este prazo está entre 20 e 30 anos, após o qual o contrato poderá ser renovado ou não. Caso não haja esta renovação, o bem ou serviço volta à responsabilidade do poder concedente (governo), incorporando-se nesta transferência todas as benfeitorias executadas (obras, instalações, equipamentos e frota, entre outros). 

A atuação das Concessionárias Federais de Rodovias é regulamentada e fiscalizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do Ministério dos Transportes. Este sistema foi adotado no País como alternativa para recuperar e aprimorar parte significativa da malha rodoviária brasileira, uma vez que as rodovias encontravam-se num nível alto de degradação, devido à falta de investimentos públicos. Com o fim do Fundo Rodoviário Nacional, em 1988, cujos recursos eram obrigatoriamente aplicados nas rodovias, não havia outra fonte de recurso disponível, a não ser a capacidade de investimento da iniciativa privada.

Pelas rodovias brasileiras são transportadas, anualmente, 1,2 bilhão de pessoas, ou seja, 95% de todo o transporte de passageiros do País.

    

   

 

 
CRT - Concessionária Rio-Teresópolis © Copyright 2010 - Todos os direitos reservados. | Webmail